sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Uhhh

Onde estás tu?
onde estou eu...
caminho tão só
que o próprio tempo perdeu

sábado, 16 de abril de 2011

Por tudo

Depois de rever o "the fountain" surgiu me a lembrança de tudo...
Tenho saudades de ti Rui, de ti Lazaro, de ti jorgi...
um abraço

quinta-feira, 5 de março de 2009

Compra y Venta con toda seguridad en PriceMinister

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Noticias

Já há noticias sobre a associação? - pergunto.

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Emprenhada

Já andava a tentar arranjar este filme à uns tempos e aproveitando a dica do Capitão Timor encontrei-o no avaxhome.org. Apesar de gravado no cinema, a qualidade é das menos más, das que nos habituamos aos 5 minutos. Nos Estados Unidos esta comédia, intitulada de “Knocked Up” foi quase um fenómeno de aceitação que apesar da aparecer na onda dos Frat Pack ( Ben Stiller, Will Ferrell, Jack Black, Vince Vaughn, Owen Wilson, Luke Wilson), apresenta um argumento mais sólido que os demais, com personagens mais reais, expostas a situações caricatas causadas por elas próprias, em vez de caricaturas imaginárias em cenários tresloucados.
A história conta como Ben Stone, a personagem interpretada por Seth Rogan (“Freaks and Geeks”, “Undeclared” e papéis secundários e “cameos” em alguns Frat Packs), um desleixado “Party Animal” que vive à custa do dinheiro que recebeu do seguro, e passa o tempo “agarrado ao bongo” com os amigos charrados, consegue passar uma noite com Alison Scott, interpretada por Katherine Heigl (a loirinha da "Grey's Anatomy" que já leva um currículo bastante extenso, mas pouco feliz: até já foi sobrinha do Steven Seagal quando ele, depois de ser o maior no barco, teve que ser o maior no comboio!), uma jornalista televisiva em ascensão de carreira que vive com a irmã, cunhado e sobrinhos. Passadas oito semanas e oito mil testes de gravidez ela sente-se na obrigação de lhe contar, e vão, a partir dessa altura, tentar criar uma relação que, aparentemente, só tem em comum o bebé.
Esta é a segunda longa-metragem de Judd Apatow, que se estreou com “The 40 Years Old Virgin” e co-realizou a série de culto “Freaks and Geeks” e mais tarde “Undeclared”. Para além de realizador é também argumentista e, até ver, uma promessa da comédia de autor americana. De salientar ainda o desempenho destes dois jovens actores, que têm muito provavelmente neste filme, um trampolim para as respectivas carreiras, bem como de grande parte dos secundários.

O filme não tinha estreia marcada para Portugal, mas parece que vai ser lançado a 18 de Outubro com o fantástico nome de “Um Azar do Caraças” (segundo diz o Criswell na Premiere). Aconselho toda a gente a ir ver, pelo menos quem gosta de se rir com ou sem o efeito de psicotrópicos. Só o vi uma vez e é possível que à segunda a bajulação não persista, ou deixe de fazer sentido. No entanto, já não me ria assim com um filme novo, e ainda por cima a cheirar a blockbuster, à uns anos.